SABIÁ
Porte Baixo

ORIGEM

Originou-se do cruzamento entre ‘Catimor UFV 386’ e ‘Acaiá’, realizado pela equipe do Instituto Brasileiro do Café. As gerações posteriores foram selecionadas por pesquisadores do MAPA/Fundação Procafé, pelo método genealógico de melhoramento, procurando selecionar plantas com alta produtividade e resistência à ferrugem. Desse mesmo cruzamento foram também desenvolvidas as linhagens Sabiá 417, de maturação precoce, e Sabiá 708, de maturação média, mas que ainda encontram-se em fase de melhoramento.

CARACTERÍSTICAS

A cultivar Sabiá Tardio, também conhecida como Sabiá 398, possui plantas bastante vigorosas, apresentando ramos plagiotrópicos longos e grossos, internódios curtos, copa compacta de formato arredondado, frutos vermelhos, maturação muito tardia, sementes pequenas, resistência moderada à ferrugem-do-cafeeiro e altíssima produtividade, principalmente durante as três primeiras produções (Figura 20). Está sempre entre as cultivares mais produtivas nos ensaios de competição realizados no Sul de Minas Gerais, Cerrado Mineiro e Zona da Mata (MG). Devido à alta produtividade, é bastante exigente em nutrição.

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

É recomendada para plantio em espaçamento largo, ou seja, 3,0 a 3,80m entre linhas e 0,7 a 0,9 m entre plantas. É bastante adaptada às principais regiões cafeeiras do Estado de Minas Gerais. Cuidado especial deve ser dado à adubação da ‘Sabiá Tardio’ porque é bastante exigente em nutrição.




Alameda do café, 1000, Vila Verônica
37026-483, Varginha-MG.
(35) 3214-1411