Qual seria a recomendação da fundação para uma lavoura recém podada(recepada e/ou esqueletada), visando o vigor vegetativo e desenvolvimento radicular, seria melhor o uso de um inseticida de solo ou insetida + fungicida de solo?

Município: 
Campos Atos
Estado: 
MG
Muito se fala à respeito do efeito tônico causado pelo uso dos "granulados de solo", mas qual seria o mais indicado para lavouras sem produção e recém plantadas?

 

Resposta:

Senhor João,  a adubação para lavouras podadas por  recepa depende de como a lavora vinha sendo tratada e como foi aproveitada a folhagem e ramagem cortada. Nos primeiros meses pós-recepa a adubação é pequena, pois o material cortado, que fica no local, como a folhagem e ramagem fina fornece muitos nutrientes ao ser apodrecido. Recomenda-se, assim, colocar umas 30-40 g de ureia por planta para dar uma iniciada na brotação e, depois, deve ser verificado o crescimento, se normal, não precisa adubar mais no primeiro ano. Caso venha mal a brotação, pode continuar com mais 2 parcelas de 20-05-20, cada uma com 30 g/PL. No caso do esqueletamento, no ano da poda, pelas mesmas razões da decomposição do material cortado pela poda e da ausência de produção, a adubação pode ser metade da normal. Se vinha adubando, por exemplo, com 400 kg de N e K2O por ha, basta aplicar 200 kg.  Quanto aos produtos de solo, o melhor é aplicar a mistura fungicida/inseticida, pois quem dá o melhor efeito tônico é o fungicida. Poderia ser qualquer um do mercado, como Verdadeiro, Premier Plus ou Impact mix. Matiello

 

Login no Site

Mapa do Site

Mapa completo   Divulgar conteúdo

 

Copyright © 2018