Quais os insumos e quantidades de cada um tem dado mais resultado no plantio de café no Cerrado Mineiro?

Município: 
Rio Paranaíba
Estado: 
MG
Faço essa pergunta porque cada produtor ou até mesmo consultor sempre tem diferenças em insumos e doses, sendo assim gostaria de saber se vocês tem algum resultado positivo sobre esse assunto. Talvez tenham até uma quantidade padrão que tenha dado certo? Irei aparecer muito por aqui porque confio totalmente no trabalho que vocês executam, grande abraço!

 

Resposta:

Senhor Diego,

De inicio agradecemos sua confiança e, com certeza, pode continuar perguntando.

Sobre os adubos para o plantio, todos os experimentos sempre mostraram que os nutrientes essenciais para colocar dentro do sulco são o fósforo, o cálcio e o magnésio.

Quanto ao cálcio e magnésio a melhor maneira de supri-los e, ao mesmo tempo, corrigir o pH do solo, é através do calcário. No geral tem sido necessária a quantidade média de 400 g de calcário por metro de sulco, porem o sr deve ver a análise de solo, pois se for uma área já corrigida, por exemplo, um plantio onde foi uma lavoura velha, os níveis de correção já podem estar bons e, neste caso, mesmo assim se indicaria o calcário,  para colocação em profundidade, só que em dose minima, de cerca de 200 g  por metro de sulco.

Quanto ao fósforo podem ser usadas várias fontes. Pode ser um termofosfato, como o Yoorin, o superfosfato simples, o MAP e outros, adequando a dose para cada um. Neste caso, observar, também a análise de solo. Em condições de pobreza de P, ou seja, se o teôr estiver abaixo de 15-20 ppm, usar, por exemplo, 400 g de superfosfato simples, ou 300 g de Yoorin por metro de sulco. No caso de usar Yoorin pode reduzir um pouco o calcário. 

O senhor deve ver a questão de custo e beneficio No caso do superfosfato simples ele também fornece cálcio e enxofre. No caso do Yoorin ele fornece cálcio e magnésio e também o silicio. Eventualmente, podem ser usados, no sulco, os micronutrientes, neste caso o essencial seria o zinco, pois ele caminha pouco em profundidade. Neste caso o solo sendo pobre, poderia usar cerca de 10 g de sulfato ou óxido de zinco por metro de sulco. No entanto, como a lavoura já vai ser pulverizada mesmo, logo após o plantio, para controle de pragas, doenças, etc e como o zinco é bem absorvido pela folhagem, a maioria dos produtores não vem colocando no sulco, mesmo por que a pequena dose necessária fica dificil de ser distribuida. Tome cuidado pois, em certos casos, de plantios em substituições a cafezais velhos ou em áreas antes com cereais, onde se usa muito zinco no solo, pode haver toxidez. Matiello

Login no Site

Mapa do Site

Mapa completo   Divulgar conteúdo

 

Copyright © 2018